TOP 6 dos livros da minha vida.

Colocado em

Desde pequenina que tenho uma paixão por livros, pelo seu cheiro, pelos mundos que guardam lá dentro, pela companhia silenciosa e tão cheia de tudo que nos fazem. Todos os fins de semana percorria as livrarias do Chiado e ficava encantada com a quantidade enorme de histórias que existiam espalhadas pelas prateleiras da nossa cidade.

Ao longo dos anos fui coleccionando alguns favoritos que quero partilhar hoje com vocês. Muitos destes livros vocês já devem conhecer, se não conhecerem desafio-vos a lerem o que vos parecer melhor.

Todos os meses vou escrever um post sobre o último livro que li e esse livro vai ser escolhido dos vossos comentários, por isso sintam-se livres de comentar as vossas sugestões e ajudem a fazer crescer a minha biblioteca.

 

O MEU TOP 6 :

  1. Os Capitães da Areia : Sou completamente apaixonada pela escrita do Jorge Amado. Adoro a forma rude e crua como fala das coisas do mundo e do dia-a-dia e da dureza romântica com que fala do amor. Todas as suas histórias me fazem rir e chorar com a mesma intensidade, mas esta é especial. Li este livro numa viagem que fiz há muito tempo quando tinha 14 anos. A minha vida e a minha escrita mudaram para sempre. O livro fala da história de um grupo de meninos de rua, da sua coragem, das suas carências e das suas histórias de amor. É um livro que nos alerta para outra realidade e que nos faz apaixonar por cada uma destas crianças.
  2. A insustentável leveza do ser : A insustentável leveza do ser é, a meu ver, a melhor obra do Milan Kundera. É uma história que fala de como as nossas vidas se cruzam,ligam e interceptam e de como um gesto pode mudar o nosso rumo. Fala do ser humano enquanto pecador mas nunca deixa de nos encantar. Pelo menos a mim. Li-o enquanto estava no Rio de Janeiro e fiquei a bater com a cabeça nas paredes com o final do livro durante dois dias. Aconselho vivamente.
  3. Harry Potters: Não vale a pena tentar escolher um, são todos maravilhosos e todos igualmente importantes para mim. Não vos vou falar aqui da história detalhada de nenhum destes livros que gosto, vou-vos dizer simplesmente aquilo que despertaram em mim. O Harry Potter é uma obra da escritora J.K.Rowling e mudou a minha vida. Porquê? Não só pela forma meticulosa como foi concebido mas principalmente porque é uma obra que nos mostra que mesmo não tendo a infância mais feliz de todas, o futuro pode sempre ser melhor. Foi uma obra que fez com que eu sentisse que pertencia a algum lado, que havia um lugar para mim. Pode parecer ridiculo mas é isso mesmo que sinto. Aconselho qualquer adulto ou criança a entrar neste universo e a experienciar na primeira pessoa o quanto a nossa vida pode mudar se acreditarmos que tudo tem magia.
  4. A sombra do Vento : Não costumo adorar livros enigmáticos, ou melhor, não costumava  adorar livros enigmáticos até ter lido este. É um livro que nos leva às ruas de Barcelona e que nos revela os seus segredos mais encondidos. Fala-nos do amor de um pai pelo seu filho e do poder da escrita e dos livros. É um livro apaixonante, como quase todos os livros do Carlos Ruiz Záfon, se bem que nos restantes senti que ele inventa demasiado. Esta é para mim a sua melhor obra, é um casamento feliz entre o imaginário e a realidade com um toque de negritude que o distingue de tudo o que já li.
  5. A triologia Millenium : A triologia Millenium foi uma obsessão minha a dada altura. O mau de ler esta triologia é que ficamos a achar que toda a gente nos está a espiar e que o mundo todo está a conspirar contra nós. Lisbeth Salander é o exemplo de uma heroína dos tempos modernos e ao longo destes livros vivemos as suas batalhas tão detalhada e profundamente que sentimos as suas dores e gritamos as suas vitórias. São 3 livros apaixonantes que recomendo, também existem filmes mas confesso que só vi o primeiro (e o livro é SEMPRE melhor).
  6. A História do Amor : Encontrei este livro por acaso num canto. Não conheço absolutamente ninguém que já o tenha lido. Ninguém. É como se este livro estivesse a espera que eu o encontrasse e tivéssemos partilhado um segredo. Confesso que foi o único livro que li da Nicole Krauss e que nunca tinha ouvido falar dela. É um livro apaixonante, de uma criatividade admirável e fora do normal. O livro é dividido em várias histórias paralelas cada uma delas tem um símbolo diferente, e conta como uma influencia a outra ainda que nenhuma das duas saiba da sua existência. É apaixonante.

As minhas criticas mensais serão mais detalhadas, deixem as vossas sugestões por favor.

Ah e atenção, não sou nenhuma “sabe tudo” nem tenho competência para fazer criticas a livros, sou só uma pessoa que gosta de ler e de falar sobre coisas (não me levem demasiado a sério).

  • Partilhar

19Comentários

  1. Mariana Dalot says:

    Confesso que da lista só li os HPs incríveis e maravilhosos! Sou mais de livros de mistério e coisas assim… Uma coleção que amei foi a “Conspiração 365”, são 12 livros, um para cada mês e é sobre um rapaz chamado Callum Ormond que dia 1 de janeiro é-lhe dito que mataram o pai e que tem que sobreviver os próximos 365 dias senão terá o mesmo destino. Adorei mesmo, é daquelas coleções que não dão para pousar… Quanto ao teu TOP, nunca li Os Capitães da Areia e sempre tive curiosidade, pode ser que seja desta! Beijinho

  2. Salomé says:

    Olá minha linda! Antes de mais, parabéns pelo blog, está maravilhoso.
    Relativamente às sugestões para livros, não posso deixar de comentar: apesar de parecer quase um cliché neste momento falar deste em particular dada a euforia que anda agora à volta da série que fizeram dele, vale mesmo muito a pena. A história é ao mesmo tempo assustadora e fascinante. O livro chama-se “Por Treze Razões”, em português, e o escritor chama-se Jay Asher.
    Um grande beijinho.

  3. susilvafree says:

    Olá Carolina!
    Partilho do mesmo gosto pela leitura que tu. O cheiro e o mundo novo que um livro nos permite visitar são experiências impagáveis. Tenho sempre um à cabeceira e não há um dia em que não acrescente outro à lista infindável que ainda tenho para ler 😊! Comento aqui por vários motivos mas principalmente pela menção neste texto bem como em várias fotos tuas e do Santi – HARRY POTTER. Fala-me, antes de qualquer coisa, do chá de bebé do Benji 😍😍😍 – que coisinha mais amorosa! Cresci junto com a história. Conheci o mundo da magia com 11 anos e hoje, nos 27, continuo completamente e derradeiramente apaixonada por ele. Guardo os livros como relíquias e desejo, mais que tudo arrisco dizer, que o meu Lucas – que tem 2 anos – goste tanto deles quanto eu. Se ele for um bocadinho do quão feliz eu fui a ler a saga é sinal que fiz um bom trabalho, não achas?
    Quanto a ti e a este espaço novo e ao insta onde te sigo só posso agradecer pelas palavras, tantas vezes inspiradoras, que tenho lido; pela música que dá mote a este lugar e à vida; pelas fotos de extrema ternura do Santi; pela partilha que fazes da tua vida – tão normal quanto a minha 😊!
    Obrigada. E uma boa hora para o

  4. Ana Monteiro says:

    Olá Carolina! Parabéns pelo blogue, pelos meninos, pela família, pelas canções….
    A minha sugestão não é um livro, é um autor: José Luís Peixoto. Qualquer livro. Boas leituras. Boa sorte. Beijinhos

  5. Ana Luisa Gil says:

    Olá Carolina,
    Li todos os harry potter´s e não pensei realmente na sensação que me trouxeram,
    agora que escreveste este post fiquei a pensar no assunto, e realmente a maior das lições é essa : não tendo a infância mais feliz, o futuro pode sempre ser melhor. e a verdade é que me casei com o homem da minha vida, e o homem da minha vida realmente retrata um pouco isso.

    quanto aos outros, tenho a insustentável leveza do ser em casa para ler e vou ler, tal como tenho o primeiro da trilogia millenium.
    Muitos ficam a guardar pó a espera de um momento melhor.

    o capitães da areia está na estante da minha mãe e que também foi a estante do meu pai.
    a sombra do vento está na minha casa, confiado às mãos do meu marido…

    O tia Guida do André Fernandes (jovem autor) levou-me a sentir que não havia melhor altura se não aquela em que passava pelo mesmo na minha família, sobre o cancro e sobre a morte.

    A Madalena (da Maria Francisca de Almeida Gama também nova), fez-me apaziguar a dor da morte do meu pai que já lá vão 19 anos, chorei que me fartei. Senti cada murro no estômago ao ler, mas senti sobretudo que me consigo também expressar sobre o que é a dor da morte, não morremos, mas sentimos essa dor.
    As palavras que nunca te direi, o diário da nossa paixão, um momento inesquecível, fazem-me voar para o universo do amor.

    Os dois romances do Daniel Oliveira, estão lidos e o último foi lido numa tarde, na minha lua de mel nas Maldivas ( escrita corrida, boa, calma, e transporta-me sempre para o amor). Aprendi a tentar não ser perfeita com o primeiro livro da Jessica, com o segundo ganhei dicas para ir a Bali achei que perdi tempo.

    O livro dieta das princesas fez-me conhecer a Catarina Beato por quem tenho uma admiração enorme, e perceber que no mesmo cantinho a beira-mar plantado, temos medos iguais a tantas outras pessoas, temos fome emocional como os outros, e agora tenho na estante dias de uma princesa grávida, também à espera do momento certo para o ler (comprei por impulso, tal como sou. comprei-o porque tenho o maior dos sonhos ainda por realizar : ser MÃE)

    Li mais recentemente o às 9 no meu livro da Sofia Castro Fernandes, tinha curiosidade, porque segui o blogue e sigo, e tinha sobretudo vontade que aquele livro me fosse despertar uma nova forma de encarar , aceitá-la com melhor agrado do que ás vezes aceito.

    Um beijinho enorme,

    Ana Luísa.

  6. Laura Novo says:

    Olá Carolina!

    Já seguia a tua música vivamente mas o blog é a cereja no topo do bolo 🙂

    Adoro este parte principalmente porque livros também é uma perdição. O que normalmente costumo fazer é intercalar: um romance ou história e depois livros que nos ajudem a melhorar enquanto pessoa mas deixo-te aqui uns exemplos:

    – O Alquimista de Paulo Coelho: Livro comum mas que de alguma forma me fez ver a vida de outra forma. Li-o já numa fase que a minha maturidade está mais apurada, digamos assim.
    – A Força do Hábito de Charles Duhigg: Estou a lê-lo e estou a A-D-O-R-A-R! É incrível como podemos mudar tantas coisas na nossa vida (para melhor) se apenas mudarmos pequenas rotinas. Isto aplica-se em tudo, vida pessoal, profissional, quotidiano da vida, etc.
    – Viagem sem Regresso de Katy Gardner: Já o li há muuuuuuitos anos e conta a história de 2 amigas que decidem viajar juntas e que enfrentam diversas situações que não só pôe a amizade à prova mas também as leva a conhecer verdadeiramente uma à outra.
    – Os livros de Malcolm Gladwell, todos ou quase todos vá.
    – As Altas Montanhas de Portugal de Yann Martel: Tenho lá em casa para ler, estou curiosa.

    Sorry este wall of text mas durante algum tempo esqueci-me do quanto a leitura é uma das melhores cenas que temos na vida e estou a tentar recuperar o tempo perdido.

    Tudo de bom para esta nova fase, que o blog seja uma alegria constante 🙂

  7. Daniela says:

    Espero que não tenhas ainda lido, aconselho te vivamente “a criança que não queria a falar ” de Torey Hayden que tem continuação num segundo livro… Aconselho porque mostra como o amor pode vencer, mudar uma criança traumatizada pelos acontecimentos da vida, não o estou a sugerir por qualquer tipo de indireta à tua pessoa, simplesmente acho que é um bom livro, espero que gostes

  8. Rui says:

    Ola Carolina! Aconselho “O Meu Nome É Alice” de Lisa Genova, relacionado com a convivencia em primeira pessoa com o Alzheimer. Aposto que vai tocar de alguma forma.

    Beijinho

  9. Susana Amaro Velho says:

    Carolina,

    Partilho esse amor. Sou absolutamente viciada e caio num descontrolo excessivo, por vezes. Nem sei quantos tenho em casa para ler actualmente. Partilho a paixão imensa pelo Harry Potter, sobretudo. Acho que ter feito parte daquele mundo foi das melhoras coisas da minha infância/ adolescência. E partilho, acima de tudo, este gosto pelas palavras. Pela escrita que é tão mágica, tão cheia, tão tudo.

    Um conselho? A colecção «Amiga Genial» da Elena Ferrante. Estou a terminar o último e tenho-o feito render, porque é absolutamente fantástico.

    Um beijinho.

    Vou estar atenta.

  10. Margarida says:

    Aconselho “A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert” 🙂

  11. Carina Marques says:

    Olá Carolina.
    Primeiro que tudo, muitos parabéns pelo lançamento do Blog e espero que tenhas muito sucesso com o mesmo. Peço desculpa de tratar por tu mas não consigo falar formalmente sobre livros.
    Também sou uma apaixonada por leitura, mas tenho uma certa dificuldade em gostar de certos livros. Lei a contra-capa e não me cativam. Deixas algum concelho relativamente a escolha de um livro?
    Descobri que sou fã de literatura erótica, e não, não foi por causa do “50 Sombras de Grey”. Uma amiga comprou o livro e logo a contra-capa me prendeu. Por isso, e não sabendo se já leste ou não algum do mesmo estilo, deixo-te a saga “80 Dias” de Vina Jackson.
    Se escolheres ler, espero que depois dês a tua opinião.
    Obrigada e Parabéns 🙂

  12. TT says:

    Os livros do Harry Potter estão seguramente no meu TOP 10, sem dúvida. Um pouco de fantasia de vez em quando só nos faz bem. Li e vi os filmes todos, mas os livros sem dúvida são sempre melhores.
    Também devorei a triologia Millenium. Adorei! Aconselharam-me a ler os livros de Lars Kepler e também de Juliet Marillier. Ainda não li nenhum destes mas são os próximos da minha lista.
    Já apontei os restantes do teu TOP 6 para dar uma espreitadela 😉
    Obrigada.
    Beijinhos

  13. Sara says:

    Aconselho muito a leitura dos livros “O Ensaio Sobre a Cegueira” de Saramago e “1984” de George Orwell, caso ainda não tenhas lido. Foram os melhores livros que li até hoje!

  14. Rita says:

    Olá Carolina. Gosto muito do teu blog em geral e adoro a forma como escreves. Vou ler alguns dos teus livros favoritos porque me parecem muito interessantes 🙂 A minha sugestão: Siddhartha de Hermann Hesse.

  15. Angela Pimenta says:

    Olá Carolina!!
    Parabéns pelo blog e pela escrita.
    Gostei particularmente deste post visto que a leitura é uma grande paixão minha.
    A insustentável leveza do ser foi um dos livros que mais adorei de sempre. Li-o muito miúda mas adorei. Acho que se voltar a ler ainda vou gostar mais!! A trilogia Millennium estou a ler em simultâneo com a coleção de Elena Ferrante (aconselho vivamente!!)
    Nao consigo dizer um livro que adore. É muito difícil! Mas vou dizer alguns… Coleção da Amiga Genial da Elena Ferrante, livro de 2014 mas está agora a ser mais lido devido à curiosidade em volta da autora. Um livro que amei, muito, foi a trilogia de “O grande amor da minha vida”. Esta é uma coleção passada na primeira guerra mundial, um livro que naturalmente nunca leria mas que me ofereceram. Na altura pensei que tinha que o ler por cortesia mas o que é certo é que é tão viciante que sonhava com tanques, bombas e guerra!! Qualquer livro do James Patterson, são brutais. A Rapariga no comboio, livro que esteve nos tops durante muito tempo. É daqueles livros que nos consegue enganar o cérebro até quase 100 páginas do fim.
    Acho que já chega, já me estendi bastante desculpa!!
    Parabéns!!

  16. Marlene Ribeiro says:

    Ola Carolina, obrigado por este blog maravilhoso que crias te estou a adorar. Desta lista apenas li Harry Potter e amo profundamente essa coleção e sou viciada em tudo 🙂 Um dos livros que li e fiquei apaixonado foi “A Cabana” de WM. Paul Young, é uma historia linda, espero que gostes.
    Beijinhos 😉

  17. Maria Regencio says:

    Fantástica, a Carolina e está escrita.
    Vou definitivamente aumentar a biblioteca 🙂

  18. Sofia says:

    Eu aconselho aqueles que sao, no meu ponto de vista, duas leituras absolutamente essenciais e do mais inspirador que pode haver. “O Poder do Agora” de Eckhart Tolle, é a BÍBLIA da auto-descoberta e da necessidade de “acordarmos” e tomarmos consciencia da realidade em que vivemos (the awakening to your life´s purpose). É um livro que nos ensina, cuidadosamente, a encontrarmos a felicidade; a razao de estarmos aqui; e a necessidade de nos libertarmos do nosso ego interior. “Um Novo Mundo”, é, também, um MUST have e vem complementar o 1o livro.

    Tudo de bom* Estes livros vao mudar, completamente, a tua maneira de viver a vida (no momento).

  19. Joana says:

    Ola carolina!
    Eu sou fã de livros com história de amor, se tambem gostares recomendo o esvritor nicholas spark, ja li todos os seus livros e não sei qual o que gosto mais, pois todos eles tem histórias maravilhosas.
    Beijinhos

Deixe um comentário

O endereço de email não será publicado.